Sexta-feira, 21 de Outubro de 2005

MOÇAMBIQUE E UM CISMA NA IGREJA COLONIAL (2)

miss.JPG

“O bispo de Nampula não foi perseguido pela PIDE, foi, isso sim, vigiado 24 horas por dia, com a PIDE a conseguir informações muito confidenciais. Deduzo que alguém muito próximo de Vieira Pinto – nunca identificado nos relatórios – fosse a fonte, até porque a PIDE refere por diversas vezes que se trata de fonte “melindrosa”.”
“Só assim se explica que a polícia política continue a relatar à sede, em Lisboa, e ao ministro do Ultramar, pequenos gestos do quotidiano de Vieira Pinto – “acarinhava os pretinhos, visitava-os nas suas palhotas e, quando algum lhe retribuía a visita, se porventura se encontrava à mesa, não tinha rebuço em fazer sentar o visitante, sem olhar à sua condição social, maneira como vestia ou se apresentava” (4 Novembro 71)”


(do livro de Pedro Ramos Brandão, “A Igreja Católica e o Estado Novo em Moçambique”, Ed. Notícias)

Deste trecho do livro de PRB, ressaltam dois aspectos documentados só possíveis pelo acesso que, hoje, os historiadores têm aos arquivos da Pide/DGS:

- Prova de que a maior eficácia da acção da PIDE assentava na infiltração de informadores e o seu recrutamento a todo os níveis. No caso, em que o bispo de Nampula D. Manuel Vieira Pinto (que acumulou também com a direcção da diocese da Beira), pelas suas posições pastorais, era considerado um subversivo perigoso, alguém bem colocado na hierarquia religiosa e muito próximo do bispo era uma fonte “melindrosa” da PIDE.

- A linguagem de relatório da PIDE, em que a cultura colonial da instituição se manifestava genuinamente (e em 1971!) – subversões graves eram “acarinhar pretinhos”, “visitá-los nas palhotas” e “recebê-los, deixando-os sentar (sem rebuço!) “.
publicado por João Tunes às 12:33
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds