Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2005

ONDE ISTO CHEGOU... (revisto)

ph_africa.jpg

[Estava aqui colocado um post que corrigia e insurgia-se relativamente a uma afirmação falsa e grave que o estimado companheiro Evaristo veiculou sobre Manuel Alegre.

Todos podemos ser vítimas de uma desinformação. O Evaristo já corrigiu no seu blogue o que havia a corrigir. Demonstrou a dignidade das pessoas dotadas da verticalidade que é própria da pessoa séria que assim reconfirmou ser. A humildade perante o erro só é própria do patrício cidadão, acima, muito acima, das suas posições políticas ou partidárias. Pela minha parte, fiquei a conhecer melhor o Evaristo e a estimá-lo mais. Ele que aceite esta afirmação de consideração, nada afectada por ele torcer pelo Cavaco e eu pelo Alegre (viva a diferença!).

Pelo dito, removo o texto que aqui estava, deixando esta nota no seu lugar. E, para celebrar, se o Evaristo me mandar por mail o seu endereço, terei todo o gosto em lhe enviar, género prenda amiga de Natal, um exemplar do romance (autobiográfico) de Manuel Alegre (“Rafael”) em que ele memoriza, com maestria literária, a sua experiência na guerra colonial (não só este período, mas onde se inclui o episódio da sua prisão em Luanda e entrega pelo Exército à Pide, e que, na minha opinião, é o melhor texto literário que li sobre a guerra colonial e o colonial-fascismo). E a veracidade do relato de Manuel Alegre é confirmada por variadíssimas fontes (incluindo outros seus camaradas que participaram na mesma movimentação conspiratória).

Abraço, caro Evaristo.
]
publicado por João Tunes às 21:45
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Evaristo a 15 de Dezembro de 2005 às 18:30
João: Agradeço-lhe por ter relatado a verdade histórica. Eu não conhecia a totalidade dos factos. Peço desculpa ao João, e a Manuel Alegre. Mea culpa.


De IO a 15 de Dezembro de 2005 às 10:05
Manuel Alegre foi à guerra e esteve lá tempo suficiente para escrever Nambuangongo. Mas, e que houvesse um candidato que fosse desertor. Isso não poderia ser arma de arremesso de forma alguma! Irracional foi quem a provocou - abraço, uma que teria feito tudo para desertar.


De macsilva a 14 de Dezembro de 2005 às 22:41
De facto, a afirmação do Evaristo é uma calúnia infame. Oxalá tenha a ombridade de se retratar.
MA foi para a Frente Patriótica de Libertação Nacional (FPLN), em Argel, onde locutou as emissões da rádio A Voz da Liberdade com a sua admirável voz e inconfundível prosódia.
macsilva.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds