Sexta-feira, 25 de Novembro de 2005

AS VAGINAS NÃO MORDEM!

muerte.JPG

Leio esta indignação perante as orientações vaticanescas:

“Algo que parece falhar no que diz respeito à intransigência em relação à ordenação de homossexuais e, já agora, também de mulheres.” (aqui)

E fico perplexo por esta ordem de rejeição e o indulgente “já agora” aplicado ás mulheres (aqui, na ordem de vítimas do opróbio, a seguir aos homossexuais!). Traduzindo para miúdos: evoluam, aceitem padres homossexuais e, já agora, “também mulheres”. O que equivale, seguindo o raciocínio, que as mulheres devem ser contempladas, á posteriori, com o acesso ao sacerdócio, e por arrastamento, após a consagração pacífica e institucional de padres maricas.

Não posso estar em maior desacordo com o estimado Miguel Silva. Atrevo-me a pensar que este companheiro não entendeu ainda que a base de todos os equívocos preversos do Vaticano relativamente à sexualidade reside essencialmente na sua misogenia. O Vaticano, os padres, não aceitam nem suportam a vagina. A vagina (talvez, no imaginário católico, como meio pagão de vida) assusta-os, negam-na, exorcizam-na se necessário fôr. Se o apelo da vagina é forte e insuportável, lhes aquece o sangue, lidarão com ela na clandestinidade. Ou através de fantasias em que a pulsão sexual deixa a vagina na sala de espera (mas "presente" por omissão, rejeição, simulação ou substituição). Se sem a vagina, o nascimento não é possível, então sublimam a vergonha da imposição anatómica de a criança nascer do antro do pecado, através do culto mariano da “virgem que concebeu sem pecado” (ou seja, sem penetração, sem qualquer contacto com o órgão do pecado). A mulher, para a Igreja, ou é Nossa Senhora, Virgem Maria, Imaculada, ou não é. É essa a base medieval e persistente do "culto mariano", cujo reverso é considerar que mulher normal, mulher com vagina, é, só pode ser, a impura que arrasta o pecado no meio das pernas. Neste sentido, como não entender que pecaminoso seja, também, usar o olho do cú como vagina substituta (pior a emenda que o soneto, pensarão eles)?

Contrariamente ao Miguel, penso que enquanto a Igreja não resolver o seu grave e doentio problema com as mulheres, com a vagina, absolvendo-a da infecta culpa atribuída, esta Igreja não resolverá nenhum dos seus atrasos mais atrozes, nunca será uma Igreja do nosso tempo. Culpa da vagina que torna os padres doentes de espírito? Ora, eles não sabem, mas hão-de saber, que, afinal, a vagina é, apenas, a fonte da santidade no prazer (para a mulher, para o homem). E que o homem, os homens, ó machos do Vaticano, apenas têm metade da solução para se alcançar o reino dos céus. Pensem nisto, em vez de andarem a discriminar maricas, dando-lhes palco. Ouviste, Ratzinger? Aqui te fica, e de borla e bom grado, oração de ateu amigo.
publicado por João Tunes às 23:40
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Joo a 28 de Novembro de 2005 às 17:09
Entendido, caro Miguel.


De Miguel Silva a 28 de Novembro de 2005 às 10:15
Expressei-me mal. O "já agora" foi utilizado exclusivamente porque a essência do post era sobre a homossexualidade. Deveria ser entendido como uma afirmação do fundamento irracional da exclusão da mulher do sacerdócio, tal como, da forma que eu o entendo, o é a exclusão de homossexuais. Não pretendi defender a ordenação de homossexuais antes da ordenação de mulheres. Aliás, só posso concordar que a IC se destaca pela sua queda para a misoginia.


De Joo a 27 de Novembro de 2005 às 17:48
Toda a razão, caro "legendas". Vou-me preparar melhor para o próximo sínodo. Ou, quem sabe, consistório...


De Joo a 27 de Novembro de 2005 às 17:46
Parabéns pelo seu blogue, Maria. Sim senhor, bem escrito e irreverente!


De legendas a 26 de Novembro de 2005 às 21:31
Caro João, vê-se mesmo que não conhece, perdoe que lho diga, a linguagem de que fala: p.ex., "uma igreja do nosso tempo"? A Igreja não tem tempo. VEXA sairia rapidamente derrotado de qualquer sínodo. Desculpe a brincadeira, mas gostei do post.


De Maria a 26 de Novembro de 2005 às 19:49
Opinei sobre este assunto, de forma algo brejeira, no meu blog... Brejeirice é mesmo a única reacção mentalmente saudável perante tamanha alrvidade... Enfim... Mais não seria de esperar, sentando-se na cadeira de Sao Pedro quem agora se senta. Haja paciência...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds