Terça-feira, 29 de Novembro de 2005

COLOS

out.jpg

Disse o quanto me comoveu a linda homenagem que a Isabella prestou à memória do seu pai. Comoveu-me por eles, filha e pai, e também pela saudade de mim (nós, a lermos os outros, não nos vemos através dos outros?). E isto de saudades, também se sabe, são as do que se teve e as do que nos faltou.

Perda de pai (ou mãe) é sempre chaga que nos arrasta a vida. É uma perda de colo e isso, numa qualquer hora de solidão, daquelas de arrasar, é-nos tudo. Porque é uma ausência em que ninguém se pode sentar no seu lugar. Não há volta a dar. Mas como é bom que do(da) ausente fique uma memória de conforto da ternura. Eu que cresci e vivi na falta de colos (de pai e de mãe), por ter sido entregue a colos emprestados, senti e comunguei a nostalgia deste bonito post e, sem pedir licença, aboletei-me ali, em abuso intrometido, a ouvir, com eles, o Glenn Miller. Estarei desculpado?
publicado por João Tunes às 01:33
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De IO a 29 de Novembro de 2005 às 12:34
Oh, meu surpreendente João: Vês porque é que é que atrás do 'resmungão' já pus o 'terno', ao falar de ti? - eu, comovida...
Então fica um beijo sob uma "moonlight serenade"!!, Isabella.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds