Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2005

AINDA OUTRA FRASE (eufórica)

capt.sge.nlr55.121205204426.photo00.photo.default-262x396[1].jpg

”A UEFA atribuiu a Portugal a organização do Campeonato Europeu de sub-21. Vai realizar-se em Maio de 2006, antes do Mundial de futebol na Alemanha, que decorre entre Junho e Julho do próximo ano. Yupi! Vou colocar a minha bandeira na varanda mais cedo!”
publicado por João Tunes às 18:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

MAIS UMA FRASE (ressentida)

tap-dancing[1].jpg

”Disse aqui há tempos que não escreveria sobre as eleições presidenciais. Tenho cumprido a promessa, pois que me tenho limitado a assinalar aspectos comunicacionais, num tom mais ou menos irónico. Reparei contudo que de cada vez que critico um ou outro aspecto da candidatura de Soares, atraio nas caixas de comentários atitudes ou sobranceiras ou agressivas ou intimidatórias. Pois bem, assim me convenceram a votar dia 23 de Janeiro: Manuel Alegre. Obrigado pelo empurrão.”
publicado por João Tunes às 18:16
link do post | comentar | favorito
|

OUTRA FRASE (pessimista)

capt.sge.jpg

”Cavaco tem a coisa ganha enquanto a esquerda se consome a medir as distâncias ao (do) eleitorado. Pessoalmente, apoio Alegre mas começo a perguntar-me: o que poderia ele ter feito mais pelo meu apoio?”
publicado por João Tunes às 17:47
link do post | comentar | favorito
|

A FRASE (cautelosa)

capt.ban10412071901.aptopix_india_crusty_demons_ban104[1].jpg

”Confirmei a ideia de que se Manuel Alegre merece tanto ataque de Mário Soares é porque, talvez, eventualmente, quem sabe, Alegre seja muito melhor candidato do que Soares e os seus apoiantes estão dispostos a admitir publicamente.”
publicado por João Tunes às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

O DEBATE DA CAMPANHA?

capt.sge.ikh81.251105003910.photo00.photo.default-384x237[1].jpg

Ou muito me engano ou este formato de debates a dueto, favorece, sobretudo, os falsos candidatos. O de hoje (Louçã-Jerónimo) é, pragmaticamente falando, um debate equivocado – nenhum dos candidatos se candidata à função para que se candidatou, as suas candidaturas são meros tempos de antena de protesto não sobre a presidência mas sobre a governação (veremos quem mais e melhor desanca em quem não vai a votos – Sócrates). O único interesse objectivo nas contas eleitorais, é saber-se em que medida pode ajudar a influenciar quem fica em quarto ou em quinto lugar. E isso, se não é importante nem para o País nem para o eleitorado disponível para decidir, a disputa dos últimos lugares entre “os cinco”, é crucial para os objectivos partidários das franjas do protesto (o Bloco e o PCP). O que, nada acrecentando para o que se trata, pode dar vivacidade, até pelo interesse sociológico em saber como vai a disputa doméstica da banda que se esgota a protestar (e que tem o seu papel a desempenhar na vida política, reconheço).

Resumindo, os empatas têm uma oportunidade de bandeja para fazerem o debate da campanha. A não perder, portanto. Não pelas eleições, apenas pela salvação de quem congeminou este formato de competição e esclarecimento. Parte da noite em sofá, reserva-me este dia. Há dias assim.
publicado por João Tunes às 17:06
link do post | comentar | favorito
|

O CANDIDATO TRANS

maschera550x372.jpg

Corre-se o risco de termos uma máscara no Palácio de Belém. Depois de tanto ter “mudado” em Cavaco durante a campanha, como podemos saber o que resulta deste desgastante e violento (com probabilidades de ser ego-destruidor) jogo de transmutação? Cavaco volta a ser o Cavaco que conhecemos da governação ou ficará para todo o sempre em recalque auto-flagelado das suas convicções? Podemos até ter um “terceiro” Cavaco e aqui com a probabilidade de o resultado híbrido ser pior que as partes. Nenhuma destas hipóteses é boa moeda. E pior que ter um mau Presidente é não se saber quem vai ser e o que vai ser o Presidente.

Qualquer personalidade saudável não aguenta a violência a que Cavaco se sujeitou para ganhar a eleição. Só uma personalidade retorcida, cínica e com a capacidade do fingimento da oportunidade, faz e sobrevive, com saúde (a saúde dos doentes), este jogo de representação caça-votos. Acredito na boa saúde de Cavaco. Logo, ou ele desiste ou não aguenta a presidência sendo Presidente, e entrega o país à matilha da sua corte de apoio, remetida agora ao papel de não rosnarem para não se perceberem os latidos.

Para ele e para nós, o mais saudável ainda é Cavaco não ser eleito.
publicado por João Tunes às 13:02
link do post | comentar | favorito
|

SUPER CAMPANHA

SYDNEY.jpg

- O que acham da campanha de Soares?

- Super!

- E com aquela próstata...
publicado por João Tunes às 00:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

DEBATE ALEGRE-SOARES

capt.sge.jza82.301105202037.photo00.photo.default-389x264[1].jpg

Inevitável. Soares, agora na figura de avô do socialismo português, ralhou com o filho acusado de ser reguila, desobediente e pouco atreito á veneração patriarcal. Incontornável. Desinteressante. A não alimentar. Fim.
publicado por João Tunes às 00:42
link do post | comentar | favorito
|

AINDA A HISTÓRIA DOS “EX”

PARETE.jpg

Não acho que haja algo de especial em que Silva Graça, como Veiga de Oliveira, votem Cavaco (aliás, as sondagens indicam que um terço do eleitorado CDU se dispõe a votar Cavaco). A vida (por vezes) é feita de mudança.

O que acho condenável é a forma a conta-gotas, com direito a parangona, com que a candidatura de Cavaco exibe, como troféus, mudanças radicais de votos, como se isso não fosse um direito vulgar de cidadania (e ela comporta quer as fidelidades fixadas, quer os movimentos esquerda-direita e direita-esquerda), retirando-lhe a naturalidade da mudança ou da permanência num posicionamento político. O objectivo é proporcionar "cachas" de escândalo, o que pressupõe que o "normal" é não se sair do redil, como se o cidadão fosse uma ovelha. Nesta mesma linha, há muito que se tecem loas à sacralidade da "coerência", a única admissível (a daqueles que nascem, vivem e morrem a pensarem da mesmíssima maneira, haja o que houver) como valor supremo da verticalidade dos valores. Como se não pudesse acontecer, e isso não acontecesse pouco, que para se manter a coerência com valores fundamentais, isso possa implicar a coragem de se mudar de companhia e de guarda-chuva partidário.

Para os dogmáticos da “coerência”, o melhor cidadão é o que usa pala. A menos, é claro, que a mudança se dê “para o nosso lado”.
publicado por João Tunes às 00:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2005

ONDE ISTO CHEGOU... (revisto)

ph_africa.jpg

[Estava aqui colocado um post que corrigia e insurgia-se relativamente a uma afirmação falsa e grave que o estimado companheiro Evaristo veiculou sobre Manuel Alegre.

Todos podemos ser vítimas de uma desinformação. O Evaristo já corrigiu no seu blogue o que havia a corrigir. Demonstrou a dignidade das pessoas dotadas da verticalidade que é própria da pessoa séria que assim reconfirmou ser. A humildade perante o erro só é própria do patrício cidadão, acima, muito acima, das suas posições políticas ou partidárias. Pela minha parte, fiquei a conhecer melhor o Evaristo e a estimá-lo mais. Ele que aceite esta afirmação de consideração, nada afectada por ele torcer pelo Cavaco e eu pelo Alegre (viva a diferença!).

Pelo dito, removo o texto que aqui estava, deixando esta nota no seu lugar. E, para celebrar, se o Evaristo me mandar por mail o seu endereço, terei todo o gosto em lhe enviar, género prenda amiga de Natal, um exemplar do romance (autobiográfico) de Manuel Alegre (“Rafael”) em que ele memoriza, com maestria literária, a sua experiência na guerra colonial (não só este período, mas onde se inclui o episódio da sua prisão em Luanda e entrega pelo Exército à Pide, e que, na minha opinião, é o melhor texto literário que li sobre a guerra colonial e o colonial-fascismo). E a veracidade do relato de Manuel Alegre é confirmada por variadíssimas fontes (incluindo outros seus camaradas que participaram na mesma movimentação conspiratória).

Abraço, caro Evaristo.
]
publicado por João Tunes às 21:45
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds