Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2005

BAILADO DO NATURALÍSSIMO

Imagens antigas 035.jpg

Jerónimo elogiou Soares na Lisnave. Diz que ele fez asneiras, algumas graves, mas aprendeu e emendou-se (sobre nacionalizações e privatizações). Hoje, como antes e até 1951, parece ter novamente condições para ser “companheiro de estrada”. E já terá deixado de ser um “sapo” para ser “petisco”.

O Ministro das Finanças disse que o PCP tinha propostas muito interessantes e atendíveis para corrigir “na especialidade” o Orçamento de Estado para 2006. São, até, segundo o ministro, contributos muito válidos. Pois...

Os aliados aliam-se. É natural. Melhor: naturalíssimo.
publicado por João Tunes às 16:06
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De macsilva a 2 de Dezembro de 2005 às 12:34
Esta Margarida, pseudónimo de funcionário(a) soeirista, assalariado(a) ou prazeiroso pelo fanatismo, bem se esforça, em vários lados, a tentar vender a tese de que Jerónimo não desistirá.
Apesar dos sinais, crescentes, do amaciar do sapo, para o tornar menos intragável, é claro que se as sondagens, durante a última semana da campanha, forem muito desfavoráveis ao sapo a Jerónimo não restará outro caminho se não a desistência.
Depois da campanha anti-Alegre, quer a perspectiva da vitória de Cavaco na primeira volta, quer a possibilidade de Alegre ser o candidato de esquerda a passar à segunda, o PCP e o seu candidato estarão em muito maus lençóis. Quão amargo seria, então, fazer engolir o voto em quem se disse que era cobra e lagarto?
O que pode valer a esta triste gente, incapaz de compreender que a conjuntura não obriga a semelhantes piruetas (ainda por cima eleitorais), é a hipótese de Cavaco manter ou aumentar a distância, prenunciando uma vitória à primeira volta. Esta seria a sua safa; será talvez o que estarão desejando.
As eventuais inflecções tácticas na campanha de Jerónimo serão determinadas por esta hipótese. O que é revelador da falta de autonomia e do destrambelhamento que graça por aquelas bandas (não só agora, mas em todo o tempo, aliás).
macsilva.


De Margarida a 1 de Dezembro de 2005 às 21:45
Mas agora a CNE substitui a Assembleia da República? A CNE não deve a sua existência àa leis (incluindo as eleitorais) que a Assembleia da República aprovou? E mais a mais para "multar" o único candidato que já formalizou a sua candidatura? O Almeida endoidou ou entrou em completo desespero. Não há outra explicação. Mas esteja descansado que nada fará desistir o Jerónimo.


De Eugnio Costa Almeida a 1 de Dezembro de 2005 às 18:41
O primeiro sinal de quem apoiará quando na sexta-feira anterior às eleições vier a terreiro apresentar a sua habitual desistência. Depois de uns dias de tempo de antena há que indicar a natureza do voto. Já estamos habituados a esta manobra eleitoral. O que surpreende é como ainda continua a ser permitida esta manobra. Quando é que a CNE se decide por acabar com esta mama e penalizar, fortemente, todos os candidatos que deistem à boca das urnas; não só não os subvencionado-os como, ainda, penalizá-los com fortes coimas.
Um forte kandando e uma boa e alegre campanha.
Eugénio Almeida


De czzaimn a 1 de Dezembro de 2005 às 17:19
Vaticano ... “católico-clericais” ..realmente está na moda o apertar o pescoço à Igreja Católica! Ó homem, pensas que és um acidente cósmico, dorme descançado que anti-clericais sempre existiram, vão-se revezando no tempo, a Igreja há-de continuar a existir ainda que a ti e a outros convinha que não existisse!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds