Domingo, 4 de Dezembro de 2005

O CANDIDATO MONOLITO

capt.sge.kqq56.021205214101.photo00.photo.default-389x253[1].jpg

Obviamente, a frase é estudada e pretendeu fazer passar a imagem de uma pulsão pela concórdia (no caso, jogando o trunfo que, se Sócrates for sério, um e outro bem se entenderiam). Mas é uma frase que diz quase tudo sobre Cavaco, sobre a sua secura como gestor sem alma humana, a qual, por essência, é polifacetada, nunca um monolito. E só dois monolitos se entendem sempre e às mil maravilhas.

Transcrevo: “Duas pessoas sérias com a mesma informação têm de concordar”. (Cavaco dixit)

Segundo Cavaco, nas decisões, nas opções, incluindo as políticas, só se diverge por diferença na “informação” que se tem. É essa a máxima pluralidade que Cavaco concede. Havendo-a (a informação, os indicadores, os dados, as estatísticas), o País marcha com passo certo, um, dois, esquerdo, direito. Raramente ouvi frase de maior gelo político e humano, tamanho reducionismo de entender os homens, a sociedade, a política. Cavaco não será um ditador (não interessa, agora, se por questão de circunstâncias) mas, pelo que vai começando a dizer, pensa, no mínimo, como um ditador democrático. Porque, ou não é sério ou é mas não tem suficiente informação (não sobre estatísticas, mas sobre os homens e as sociedades). No caso, o máximo e o pior do profissionalismo na política.
publicado por João Tunes às 13:04
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Lutz a 5 de Dezembro de 2005 às 17:35
Obrigado pelo esclarecimento, também na minha casa!
O homem acredita mesmo que é assim a política. Que susto!


De Joo a 5 de Dezembro de 2005 às 16:37
A frase foi usada como resposta de Cavaco a Judite de Sousa quando interpelado sobre a possibilidade de sucesso da cohabitação Cavaco-Sócrates. E foi o tema da crónica de domingo passado de VPV no Público. E vem citada e comentada em vários blogues. E anuncia um cenário bem temível - Cavaco, assumindo-se como tecnocrata em Belém, com a parceria Sócrates, igualmente aceite por Cavaco como um tecnocrata - em São Bento, a concertarem a grande política do país à volta de gráficos e estatísticas e, como pessoas sérias, a redigirem drafts de leis na harmonia do centrão. Admito, agora, que o mesmo cenário venha a contemplar o Tiago Mendes a assessorar as reuniões soberanas das quintas-feiras, ajudando a limar as arestas das medidas "possíveis - preferíveis - no momento actual", explicando-lhes que "priors ou valores" são sinónimo de seriedade, ou seja, que sérios são os clones. Pode ser uma boa trindade, mas é uma trindade de susto! Altura, portanto, de embarcar para Berlim e abrir lá um blogue que, antecipo em primeira mão, se irá chamar "Quase em alemão".


De Lutz a 5 de Dezembro de 2005 às 12:52
Estou a ser criticado no meu QeP, por citar essa afirmação sem referir o contexto. O Tiago Mendes do aforismos e afins (http://aforismos-e-afins.blogspot.com) coloca a hipótese que ela foi proferido num contexto restrito, por exemplo científico (económico), em que ela não seria tão tristemente ignorante. Pode me dizer onde encontrou a frase?


De Joo a 5 de Dezembro de 2005 às 01:39
Direi mesmo, caro Lutz, gravíssimo! Obrigado pelo seu contributo.


De Lutz a 4 de Dezembro de 2005 às 17:42
“Duas pessoas sérias com a mesma informação têm de concordar”
Pois é, a não ser que o Prof. Cavaco entendeu aqui "informação" num sentido muito, muito lato (quer dizer, incluindo socialização, quadro de referências e valores), ele evidencia aqui mesmo uma assustadora falta de cultura: A ignorâcia completa do condicionamento do raciocínio pelo contexto em que se processa! Talvez não faz mal não conhecer as Lusiadas - quem sou eu para criticar isto? - mas um chefe de estado não ter consciência da diversidade dos quadros de referência das pessoas que pretende representar, isto é grave!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds