Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2005

PARA UM BIFE ACOMPANHADO, A DISTÂNCIA DE UM RIO

AEREO.jpg

Estou para aqui encostado ao rio. Rio que gosto mas que, volta e meia, me chateia pelo que separa. E uma ponte é demais quando nos apetece juntar margens. Por isso, ideia minha, os rios também deviam gozar feriados.

Hoje, por exemplo, apetece-me um bife na “Portugália”. Daqueles em piscina de molho na frigideira. Não valem nada, eu sei, mas gosto. Porque é um bife de ritual. Depende de ter boa companhia. Porque se um alentejano nunca canta sozinho, eu recuso-me a comer um bife na Portugália com uma “imperial” cheia de espuma feita de tara solitária.

Tarda nada, vou dar balanço à hélice. Arrancar, lá isso arranco, esfalfe o que esfalfar. Chegar, isso já depende de o rio não me tropeçar o caminho. O bife que aguente. Mais o molho. A “imperial” também. A companhia é que não. Prometo chegar. Só tenho é que, antes, vencer o rio.

Adenda: Cheguei, chegámos, comi, comemos, vivi, vivemos. A ordem de trabalhos foi extensa mas cumpriu-se (sem conclusões nem moções, como é próprio de gente livre). Um prazer de uma tertúlia catita. Dá prazer, enquanto se dá ao dente, sentir muitos neurónios a trabalharem ao mesmo tempos, cada qual com a sua cor, sua experiência e seu caminho. Foi um enorme prazer a vossa companhia, Marco, Lutz, Raimundo e Guida (sem links).

PS - Não comemos sobremesa. Ninguém quiz ou quem quiz teve vergonha de denunciar o fraco por guloseimas. Mas eu, pela minha parte, confesso que, da Portugália saído, rumei a uma famosa fábrica de doces sofridos e bem sofridos e por lá estive até noite dentro. No fim, só no fim, souberam-me a riso rasgado de orelha a orelha. Há dias assim. Há que aproveitá-los. Mesmo que, no caso, tenha tido de pagar com as unhas que por lá me ficaram todas roidinhas (só as das mãos, precise-se).
publicado por João Tunes às 00:43
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Sonia F. a 9 de Dezembro de 2005 às 10:45
oh, eu até andava perto. :(


De Joo a 8 de Dezembro de 2005 às 01:23
Pois, caro Eugénio, tb eu peço desculpa. A coisa foi assim numa de expontâneo, de um dia para o outro, sem critérios de completa e devida abrangência. Na próxima vez, não escapa. Abraço.


De Marco Oliveira a 7 de Dezembro de 2005 às 23:51
A ausência do Eugénio é uma incrível falha de protocolo por parte dos organizadores deste almoço!
Pela minha parte, penitencio-me pelo sucedido! :-)


De Eugnio Costa Almeida a 7 de Dezembro de 2005 às 22:55
Muito bem... onde é que são as inscrições?????
Eugénio Costa Almeida


De RN a 7 de Dezembro de 2005 às 22:26
Então e conseguiste lá chegar? Já agora parabéns. Quando aquilo se plantou no 1 a 0 receei o pior! Mas Nossa Senhora ouviu-me!!! Afinal há Deus!!!!


De luikki a 7 de Dezembro de 2005 às 14:15
bife da portugália???????
que nojo!!!!
com molho????
de que fábrica veio esse produto????
ao pé dessa trampa macburgers são uma delícia!!!!


De Lutz a 7 de Dezembro de 2005 às 13:10
Estou no ir!


De Marco Oliveira a 7 de Dezembro de 2005 às 08:52
Pois que se cumpra o ritual da Portugalia e do bife! :-)


De Hrus a 7 de Dezembro de 2005 às 01:14
O rio é teu amigo pois impede que vás a portugália comer esse tão saboroso bife acompanhado com um molho e algumas batatas fritas que não fazem lá muito bem ao nosso rico colestrol.
Um abraço


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds