Quinta-feira, 8 de Dezembro de 2005

E para sempre o ser!

socio.JPG
publicado por Jo√£o Tunes às 16:32
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Jo„o a 8 de Dezembro de 2005 às 22:51
Ora, como diz o outro, para provocador, provocador e meio. Parecido com esse epis√≥dio que contas de um teu colega, j√° uma vez meti post da minha mem√≥ria e parecido, a de uma vit√≥ria do Barreirense sobre o Benfica por 3-0, no Barreiro. E ainda hoje, no estado em que est√° o Barreirense √© mais que improv√°vel (a n√£o ser na Ta√ßa), [estamos a subir, andamos l√° por baixo mas j√° vamos na Linga de Honra, ou l√° como se chama] mas num duelo que valesse para os dois, entre os meus dois clubes, ainda ia torcer pelo Barreirense (aqui no futebol, √© mesmo verdade que n√£o h√° amor como o primeiro). Quanto √° liga√ß√£o CUF-Sporting tens que te documentar melhor (mas a isso, n√£o te ajudo), porque h√° muito mais de "intimidade" que o Louren√ßo, oh se h√°. Isto √© hist√≥ria, porque a CUF at√© j√° n√£o existe (como complexo fabril, infelizmente; como clube, paz √† sua alma). Como √© da hist√≥ria, n√£o sei se √© do tempo, um dos caf√©s nos Restauradores que havia e era um dos antros mais sinistros que havia - o caf√© Aviz, ao lado do Eden, e que era um coio de legion√°rios, sportinguistas e pides (a sua fama deu lugar a uma marca de cigarros ef√©mera, o "Aviz" e de que tive direito, dado pelo MNF, a um ma√ßo na formatura para partir para a Guin√©). E quanto a elites, nada tenho contra elas. Mas, desculpar√°s, pides e legion√°rios s√£o escumalha. Elite (da boa) √© esta, por exemplo a do Soares Franco, um gentleman, com fair paly, que felicitou o Benfica ainda antes do jogo [e reconhe√ßo que, desde a presid√™ncia de Roquette, passando pelo injusta e miseravelmente gozado Dias da Cunha (eu gostava de saber se algum desses gajos que gozavam e gozam o falar do homem, gozariam da mesma forma um pai, um tio ou av√ī com a mesma dificuldade que lhe afectava a dic√ß√£o mas n√£o o racioc√≠nio), Galv√£o Telles tamb√©m a ajudar √† subida de n√≠vel, h√° uma melhoria evidente de postura e de fair play. Mas at√© me cansa esta conversa. Sabes, o melhor do futebol √© o espect√°culo dos jogos (gosto muito) e aquilo, depois dos noventa minutos, acaba, porque j√° n√£o se marcam golos. Eu sei que somos demasiado grandes para que v√≥s n√£o se afirmem na identidade contra n√≥s. Que fazer? Nada, a n√£o ser meterem golos na nossa baliza (e j√° fizeram isso muitas vezes e bem). A ti, at√© te percebo bem, sentes por um lampi√£o o mesmo que eu sinto quando uma sotaina de padreca me passa √† beira. Uma avers√£o que nos vem de dentro, das entranhas e das profundezas do tempo, n√£o √©? Pois. Um abra√ßo.


De Marco Oliveira a 8 de Dezembro de 2005 às 22:00
Jo√£o,
As minhas bocas nada t√™m de policial; s√£o pura provoca√ß√£o. Provocar a lampionagem est√°-me no sangue! √Č mais forte do que eu! O que √© que eu posso fazer?
Essa rela√ß√£o Barreirense-Benfica √© curiosa. Quando era mi√ļdo, tinha um colega na escola cujo pai era treinador do Barreirense. Um dia o Barreirense foi fazer um brilharete no est√°dio da Luz (N√£o sei se empatou ou se chegou mesmo a ganhar) e toda a gente na escola lhe falava disso. Esse meu colega at√© era olhado com admira√ß√£o pelo resto da garotada.
Passadas umas semanas o guarda-redes do barreirense foi contratado pelo Benfica (era o Bento!)


Também me lembro da equipa da CUF. Creio que o Sporting nos anos 70 foi lá buscar o Lourenço. Aquele meu tio que foi dirigente do Sporting queixava-se que os Mellos nunca apoiavam financeiramente o Sporting. Por sinal o Sporting sempre foi o clube de gente bem e dos finórios (havia que o considerasse como o clube do antigo regime). Ainda há alguns meses pude confirmar que aquilo continua com uma certa elite, quando fui assistir ao jogo com o Newcastle.


De Pedro a 8 de Dezembro de 2005 às 21:37
http://sintragare.weblog.com.pt/arquivo/216754.html


De Jo„o a 8 de Dezembro de 2005 às 21:01
√ď Marco, isto √© o que se chama especializa√ß√£o em artes periciais. Passado o arrepio de um certo vento policial que me passou pelas orelhas, eu explico-me. De facto, eu tenho dois clubes [os duetos s√£o minha sina de vida - tive dois pais e duas m√£es (um par biol√≥gico e outro de adop√ß√£o), vou na segunda mulher, tenho dois filhos, vou no segundo partido (este s√≥ de voto, por me ter esgotado como devoto no primeiro), fui jovem e sou velho, fui duas vezes preso (uma pela Pide e a segunda no Ex√©rcito Colonial), estive dois anos na guerra colonial, moro num segundo andar, como n√£o ter dois clubes?] - um (o primeiro e grande amor) - o Barreirense, depois, s√≥ depois, o Benfica (ambos de vermelho, valha-me deus). Que n√£o colidem um com o outro. Nunca colidiram (o Barreirense foi, anos a fio, a grande "cantera" do Benfica). Desde sempre, ser do Barreirense era tr√™s quartos de caminho andado para se ser benfiquista (durante o fascismo, que vivi na inf√Ęncia e juventude no Barreiro, havia um outro caminho paralelo e do "regime" - da CUF (clube dos Mellos) para o Sporting, mas isso era a sina dos "feij√Ķes verdes", pois os Mellos entendiam-se bem como o G√≥is Mota e com o Cazal Ribeiro). Entrei para s√≥cio do Benfica no princ√≠pio da d√©cada de setenta e quando me desenraizei do Barreiro. Depois, a minha milit√Ęncia club√≠stica teve altos e baixos (sobretudo na fase de maior intensidade de milit√Ęncia pol√≠tica), mas suponho-a irrevers√≠vel. Se a tua pergunta tinha por objecto algum "informe" ao Conselho Leonino, penso que n√£o far√°s m√° figura, com tantos dados, no relat√≥rio que te foi cometido. Mas, por favor, abandona essa horr√≠vel puls√£o de ser perito policial. Acho que n√£o joga contigo. Sinceramente, vejo-te mais com preval√™ncia de puls√Ķes religiosas. E, para essas, temos sempre o recurso da absolvi√ß√£o eucum√©nica. Abra√ßo (eucum√©nico, tamb√©m).


De Marco Oliveira a 8 de Dezembro de 2005 às 19:31
Espera lá! Mas tu só és sócio desde 1999???? E antes disso? Andavas nalguma espécie de "clandestinidade futebolítica"???? Ou foi só a partir de 1999 que tiveste coragem para assumir publicamente que eras do Benfica????

Ou será que pertencias a outro clube antes de 1999? Se calhar és algum dissidente do Oriental ou do Barreirense...

Ah ah ah ah ah ah


De Jo„o a 8 de Dezembro de 2005 às 18:29
Está descansado, Pedro, não é o Góis Mota, emérito Comandante da Legião Portuguesa em acumulação com a presidência de um clube desportivo. Nem o Cazal Ribeiro, também legionáro e deputado "ultra". Julgo que era isso que te preocupava. Não sendo o Góis Mota nem o Cazal Ribeiro, nem um dos seus antecessores ou sucessores, quem é ou quem não é, é problema não teu.


De Pedro a 8 de Dezembro de 2005 às 17:41
Quem é o Presidente qua assina o cartão ?


De legendas a 8 de Dezembro de 2005 às 16:39
Os meus parabéns por ontem!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. OS VOTOS E OS RATOS

. Bom fim-de-semana

. A Guidinha é que sabe...

. SABER CONTAR

. VIOLÊNCIA SOBRE AS CRIANÇ...

. UM CRIATIVO (ou a melhor...

. PROFESSOR EGAS MONIZ

. UM PARA UM

. REVISÃO

.arquivos

. Setembro 2007

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds